Vai viajar durante as férias de julho? Veja como economizar

Quando não é possível viajar fora das altas temporadas (e assim economizar), o jeito é driblar os gastos com estratégias que realmente funcionam.

O site “Bolsa de Viagem” listou várias dicas para quem vai curtir um merecido descanso agora, em julho. O primeiro ponto é que, se a ideia é economizar, a viagem deve ser planejada com antecedência. Passagens, hotéis e passeios custam menos se comprados antes e pacotes para grupos também se tornam mais econômicos.

Se você vai viajar sozinho, também é possível cortar alguns gastos. Você pode tentar descobrir se seu companheiro de voo está indo para o mesmo destino e sugerir que dividam o táxi no aeroporto, por exemplo. Isso se não houver transporte público até seu hotel, hostel ou apartamento alugado. Usar os meios de transporte públicos sempre é vantajoso, mesmo que só numa parte do trecho.

A hospedagem pode sair mais em conta se, em vez de um hotel, você optar por um hostel (chamados antigamente de albergues) – já existem vários no Brasil e, no exterior, eles existem há bastante tempo – ou alugar um quarto ou apartamento em sites como o Airbnb (www.airbnb.com).

Existe também o Couchsurfing (www.couchsurfing.com), em que alguém topa hospedar você de graça, cedendo o sofá. Sem dúvida, é a opção em que menos se gasta, além de ser ótimo conhecer de cara alguém do lugar. No litoral, é possível acampar e usufruir de uma cozinha coletiva e banheiro pagando cerca de R$ 10 por dia.

Na hora de comer, nada de restaurantes badalados. Conheça feiras locais, desbrave a comida de rua (geralmente mais barata), e faça compras em mercados para que possa cozinhar em seu hostel, acampamento ou onde estiver hospedado. As opções mais econômicas de hospedagem quase sempre contam com uma cozinha que você pode usar.

Na hora de se locomover para conhecer a cidade, informe-se sobre os cartões de transporte. Muitas cidades contam com versões para turistas, com tarifas mais baixas por um prazo determinado. Alugar uma bicicleta também é uma opção viável e ainda pode te manter em forma!

Quanto aos passeios, dispense atrações famosas e desfrute de atividades gratuitas. Há muitas e você pode se informar sobre elas com seu anfitrião. Muitos hostels são bem organizados e contam com mapas e recepcionistas simpáticos, sempre prontos para dar dicas. Lembre-se também de que muitos museus trabalham com meia-entrada e contam com entrada grátis na semana ou no mês. Pesquise sempre antes de viajar e faça ótimas escolhas.

Fonte: Bolsa de Viagem

RELACIONADOS