Erich Beting entrevistou o craque Denilson

Denílson foi o 12º jogador na Copa do Mundo de 2002. Espécie de homem de confiança do técnico Luiz Felipe Scolari, ele não era titular do time brasileiro durante a campanha da conquista do pentacampeonato mundial, mas quase sempre era colocado no jogo para ajudar o Brasil a assegurar, ou buscar, a vitória.
Atacante habilidoso, ele ganhou fama no Mundial quando, nas semifinais contra a Turquia, foi prendendo a bola enquanto era perseguido por cinco defensores turcos. O lance ajudou o Brasil na suada vitória por 1 a 0 que colocou o time na final da Copa do Mundo.
Para Denilson, a zaga brasileira é composta por dois “monstros”, que são Thiago Silva e David Luiz, na visão dele o melhor miolo de zaga do mundo. O ex-jogador e atualmente comentarista da Band, diz que o sistema defensivo pode ser crucial para assegurar um bom desempenho brasileiro.
Blog da Seguros: Em 2002, o ataque do Brasil era badalado, mas um dos segredos do time era o sistema defensivo, não?
Denilson: Acho que a tacada de mestre do Felipão foi colocar o Edmilson como terceiro homem de zaga. Lucio e Roque Junior eram seguros, mas a chegada de um terceiro cara que também saia pro jogo e transmitia segurança foi muito importante. E o grupo todo sentia isso nos jogos daquela Copa. Isso nos ajudou a ter mais equilíbrio dentro de campo.
Blog da Seguros: Como eram os treinos comandados pelo Felipão?
Denilson: O time todo sabia o posicionamento em campo. O Felipão sempre trabalhou muito bem isso, e o Ronaldo era o único jogador que ficava isolado, que não tinha obrigação de marcar ninguém. No meu caso, sempre tive liberdade ofensiva também, mas ajudava marcando a saída de bola. Se você lembrar, foi essa marcação sob pressão que nos levou ao primeiro gol contra a Alemanha (nota do blog: Ronaldo recuperou a bola desarmada pelos alemães e tocou para Rivaldo, que chutou ao gol. No rebote, o Fenômeno marcou o gol).

Blog da Seguros: Quando a defesa faz a diferença?
Denilson: Basicamente defendendo bem (risos). Na realidade, é jogar sem inventar, sempre jogando sério. Mas, se tiver jogadores que tem qualidade também ofensivamente, melhor ainda. Era um dos nossos diferenciais com o Edmilson, é agora também com o David Luiz. Ah, e ter um goleiro seguro e confiante faz total diferença também.
Blog da Seguros: Thiago Silva e David Luiz. Dá para comparar com os zagueiros que jogaram pelo time do Brasil de 2002?
Denilson: Difícil, hein? Eles são dois monstros. Mas monstros mesmo! Vão formar a melhor zaga de seleção e clubes do mundo (ambos defenderão o Paris Saint-Germain, da França, no segundo semestre). Eles são tão fortes que irão deixar o Marquinhos (zagueiro do PSG, também brasileiro). E olha que esse menino é espetacular, deve jogar com certeza na Copa de 2018 e 2022. Mas o Thiago e o David são, sem dúvida, o ponto de maior equilíbrio desse time.

Fonte da Foto: http://globoesporte.globo.com/futebol/selecao-brasileira/noticia/2012/06/meu-jogo-inesquecivel-contra-turcos-e-todos-denilson-brilha-na-semifinal.html

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.