Tudo que você precisa saber sobre o Zika vírus

A transmissão
O Zika vírus é transmitido por meio da picada do mosquito Aedes aegypti, que também é o transmissor da Dengue e da Chicungunya.

Os sintomas
Os sintomas da doença ocorrem em média 7 dias após a picada e o paciente pode apresentar febre, manchas avermelhadas no corpo, dores de cabeça, dores nas articulações e conjuntivite, podendo ocorrer todos ou apenas alguns sintomas. A doença apresenta evolução benigna e os sintomas desaparecem espontaneamente após 3-7 dias.

O tratamento
Não existe tratamento específico para o Zika vírus, sendo indicado apenas o tratamento para os sintomas, por isso é de suma importância a eliminação dos focos do mosquito transmissor.

Como se prevenir
A principal ação de combate ao mosquito é evitar sua reprodução. Evite recipientes expostos à chuva como vasos e pneus, além de tampar caixas d’agua e piscinas.
Essas simples medidas são as únicas existentes para o combate da infecção pelo Zika vírus, além da Dengue e da Febre Chicungunya.

A relação entre o Zika vírus e a microcefalia
Desde outubro de 2015 o Ministério da Saúde identificou um aumento de casos de crianças nascidas com microcefalia. Existe uma forte relação entre a infecção pelo Zika vírus em gestantes e a presença de microcefalia em crianças nascidas dessas gestantes.
O maior número de casos ocorre no Nordeste, mas como o mosquito está presente em todos os estados, pode-se supor que, se medidas para controlar efetivamente os mosquitos não forem tomados pelas autoridades e por todas as pessoas, essa epidemia de microcefalia pode abranger todo o território brasileiro.

Além dessas medidas é também importante que as gestantes façam o acompanhamento pré-natal, com a realização de todas as consultas e todos os exames recomendados pelo médico.
As gestantes devem, também, adotar medidas que diminuam sua exposição aos mosquitos como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida e utilizar repelentes permitidos para as gestantes (verificar liberação da ANVISA no rótulo).

Para mais informações acesse:
www.portaldasaude.saude.gov.br
www.cve.saude.sp.gov.br

Fonte: Seguros Unimed

RELACIONADOS