Quer viajar sem estourar o orçamento? Fique de olho nessas dicas

O mundo está aí pra ser conhecido, e esse é o desejo de muita gente. Mas como acumular quilômetros de viagem com pouco dinheiro?

Veja algumas dicas criadas pelo pessoal do Projeto ViraVolta e trate de arrumar as malas para passar um ano viajando. Sim, um ano! Basta transformar algumas expectativas e abrir mão de certos preconceitos.

1) Viaje devagar: os altos custos com transporte se diluem quando você se programa para ficar mais tempo em um destino. Isso porque você tem mais tempo para relaxar, não faz tantos passeios e pode descobrir as opções mais baratas para se hospedar e fazer refeições.

2) Adeus, preconceitos: não olhe torto para aquele restaurante meio caído, para aquele ônibus velho ou um hotel velhinho. É assim que você terá chances de economizar, mesmo do outro lado do mundo.

3) Faça um roteiro inteligente: na hora de conhecer muitas regiões, escolha aquelas que são interligadas de alguma forma. Assim, você se desloca menos, por terra, e não precisa recorrer ao avião. Vale também viajar à noite, economizando uma noite ou mais de hospedagem.

4) Fuja das grandes cidades: elas tendem a ser mais caras. Em cidades menores e menos turísticas, você pode negociar tudo e ainda fugir de vários clichês.

5) Mude de lugar: você pode até encontrar hospedagem pela internet, mas prepare-se para caminhar bastante para encontrar opções ainda mais em conta, que geralmente não estão listadas em sites.

6) Abrace novos modos de se hospedar: adote o couchsurfing (quando você se hospeda “no sofá” de alguém), economize e aproveite para conhecer gente local!

7) Trabalhe em troca de hospedagem: sim, você pode oferecer mão de obra em troca de um lugar para dormir. Hostels costumam aceitar propostas assim. Tente!

8) Não vá aos restaurantes indicados em guias: descubra onde as pessoas da cidade comem e passe a frequentar. Costuma ser bem mais barato do que os restaurantes turísticos. E a comida de rua também pode te salvar! Além disso, existe também o Meal Sharing, quando um anfitrião topa dividir uma refeição com você. Que tal?

9) Seja seletivo: como não está de férias, pode pular vários programas e passeios que encarecem a viagem. Aproveite que tem bastante tempo e faça só o que for realmente imperdível. Além disso, permita-se viver como alguém da cidade que está visitando. Vá à praça, ao café mais popular, assista a uma partida de futebol de um time pouco conhecido…

10) Pergunte: para evitar que seja enganado e pague preços inflados apenas porque é turista, pergunte aos locais quanto as coisas custam de verdade. Não tenha vergonha. E, na dúvida, sempre use o transporte público e outros serviços gratuitos.

Boa viagem!

Fonte: Catraca Livre

RELACIONADOS