O que é a cárie?

A cárie dentária pode ser definida como uma destruição localizada dos tecidos dentais, causada pela ação das bactérias. A desmineralização dos tecidos dentais (esmalte, dentina ou cemento) é causada por ácidos, especialmente o ácido lático, produzido pela fermentação bacteriana dos carboidratos da dieta, geralmente a sacarose. A baixa do pH ocasiona dissolução do esmalte e transporte do cálcio e fosfato para o meio ambiente bucal
É uma doença transmissível e infecciosa de origem bacteriana. As bactérias que se encontram normalmente na boca transformam os restos de alguns alimentos em ácidos.

Quando não se escovam os dentes corretamente e neles acumulam-se restos de alimentos, as bactérias que vivem na boca aderem-se aos dentes, formando a placa bacteriana ou biofilme. Na placa, elas transformam o açúcar dos restos de alimentos em ácido, que por sua vez corrói o esmalte do dente formando uma cavidade, que é a cárie propriamente dita.

Estima-se que todas as pessoas eventualmente apresentarão cáries ao menos uma vez na vida.

Tipos de cárie:

Cárie coronária
É o tipo mais comum de cáries e ocorre tanto em crianças como em adultos. A cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou, ainda, entre os dentes.

Cárie radicular
Em alguns casos a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente, provocando cáries do tipo radicular.

Cárie recorrente
A deterioração pode ocorrer em volta das restaurações e coroas (parte exposta do dente) existentes. Isto porque essas áreas tendem a acumular placa, que acabam levando à deterioração e, assim, ao surgimento de cáries.
Fatores de risco:

Todo mundo que tem dentes possui riscos de desenvolver cáries, eventualmente, mas os seguintes fatores podem aumentar as chances:
- Localização do dente;
- Certos alimentos e bebidas;
- Comer com frequência;
- Escovação inadequada;
- Pouco flúor;
- Idade;
- Boca seca;
- Recheios gastos ou aparelhos dentários;
- Transtornos alimentares;
- Azia.

Sintomas da cárie:
• Dor de dente;
• Sensibilidade dentária;
• Dor leve ou aguda ao comer ou beber;
• Orifícios visíveis nos dentes;
• Coloração escura em toda a superfície de um dente;
• Dor ao morder.

Prevenção:
• Escovar corretamente os dentes, massageando as gengivas, usando pastas dentais com flúor após as refeições;
• Use o fio dental após as refeições e principalmente antes de dormir. O fio dental remove os restos de comida e a placa bacteriana nos locais em que a
escova não chega;
• Evitar o consumo freqüente de bebidas ou alimentos açucarados, principalmente aqueles que agridem os dentes, como os refrigerantes; se o consumo excessivo de açúcar não pode ser evitado, procurar fazê-lo logo após as refeições, escovando os dentes logo de imediato;
• Não escove os dentes logo após o consumo de refrigerantes, como os mesmos “retiram” o esmalte, a escovação pode acabar desgastando-o. Espere pelo menos 15 minutos. (Cuidado! o pH da placa começa a cair após 5 minutos da ingestão de sacarose);
• Deve-se procurar o dentista pelo menos uma vez a cada três meses; este poderá detectar inícios de cáries e dar orientações quanto às técnicas de escovagem, uso de flúor, etc.

FONTE:

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/carie

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-54192007000600012&script=sci_arttext

RELACIONADOS