Indicação para a troca da restauração de amálgama

A restauração dentária é o procedimento que traz a um dente afetado, por cárie ou fratura, a sua forma e função normal. Atualmente, os materiais mais utilizados em uma restauração são a resina composta (da cor do dente) e o amálgama (a prateada).

Apesar da restauração de resina ser a mais usada nos consultórios, a restauração em amálgama tem vantagens que devem ser consideradas, sendo possível trocá-la apenas quando necessário.

Vantagens da restauração em amálgama

  • É mais forte e resistente do que a restauração em resina. Deve-se avaliar o tamanho da restauração antes de sua confecção, já que a resina composta não é indicada para dentes muito cariados.
  • A durabilidade do material é muito grande e, possivelmente, o paciente terá a restauração em bom estado por muitos anos na boca, sem grandes problemas.

 

Desvantagens da restauração em amálgama

  • A grande desvantagem é a cor prateada. A restauração em resina é mais natural, com isso, muitos pacientes pedem a troca da restauração pela de resina.
  • Pode escurecer com o passar do tempo devido a corrosão. Um polimento da restauração seria indicado para retornar o brilho e prevenir de fraturas e infiltrações cariosas.

 

Quando se troca uma restauração de amálgama?

Essa mudança pode acontecer por alguns motivos que envolvem a saúde do dente, como uma quebra ou fratura da antiga restauração ou mesmo o aparecimento de nova cárie, e não somente por motivo estético. Vale lembrar que o ideal é só substituir uma restauração se houver indicação. A restauração em resina pode sofrer quebras e causar o aparecimento de novas cáries. E substituir com frequência pode comprometer o tecido dentário saudável e até mesmo a vitalidade do dente.

A troca não é para todos os pacientes, somente para aqueles que têm uma boa higiene bucal. Eles devem entender que a durabilidade de uma restauração de amálgama é maior, comparada à restauração de resina. Por isso, é indicada para pacientes com alto volume de cáries.

Para evitar a reincidência de cáries nos dentes restaurados, é preciso ter um cuidado com a limpeza bucal. Hábitos como escovar os dentes e usar o fio dental após as refeições e, principalmente, antes de dormir são essenciais para minimizar o aparecimento da placa bacteriana e cáries.

Deve-se entender que cada paciente precisa de um tratamento específico e a sua eficácia vai depender de uma boa higiene bucal. A indicação para a troca de uma restauração de amálgama pela de resina precisa ser analisada com cuidado. Antes da mudança, converse com um profissional de confiança e tire suas dúvidas, pois ela deve ser feita de modo consciente.

Responsáveis Técnicas:

Dra. Eliane Midori Tanaka – CROSP 56731

Dra. Renata Peixinho – CROSP 97388

RELACIONADOS