Em três lições: como organizar as finanças pessoais para começar 2015 com o pé direito

O site “Diário do Comércio Finanças” listou algumas dicas para quem quer começar o ano com o bolso em dia.
A palavra mágica é planejamento. Isso inclui dar um bom destino aos rendimentos extras que aparecem na reta final do segundo semestre, como o décimo terceiro salário. Sem esquecer dos inúmeros gastos que aparecem a partir de janeiro, como o IPVA.
Então, o que fazer?

1) Endividados: não tem muito o que conjecturar. Aproveitem o dinheiro extra e quitem prestações em atraso. “As dívidas com taxas de juros altas, como o cheque especial e o rotativo do cartão de crédito, devem ser prioridades de quem recebe as gratificações de Natal”, diz Wilson Muller, consultor de finanças do Vida Investe (programa da fundação Cesp).

2) Quem precisa economizar: evite desperdiçar energia elétrica e água. Segundo uma pesquisa do Instituto Data Popular, a redução nas contas de consumo (luz, telefone, água e gás) tem sido a principal estratégia de quem está com o orçamento apertado. Se a maioria diz que funciona, como duvidar?

3) Para todos: comece já a fazer uma reserva financeira, para ser utilizada em emergências, evitando o endividamento. “Entre os problemas mais comuns estão a perda do emprego, problemas de saúde ou mesmo reparos de urgência em casa e no carro. Quem se prepara pode, ainda, aproveitar oportunidades, como comprar algo que deseja à vista por um preço menor”, aponta a reportagem. Tal colchão financeiro não é o mesmo que um investimento ou acúmulo para a aposentadoria. O valor deve ser equivalente ao montante de três a seis vezes o valor da renda familiar, ou então seis a doze salários, de acordo com alguns especialistas consultados.

Fonte: Diário do Comércio Finanças (http://www.dcomercio.com.br/categoria/financas/dicas_de_como_organizar_as_financas_pessoais_para_comecar_bem_2015/)

RELACIONADOS