Como incentivar seus filhos a curtirem a leitura desde cedo - Blog da Seguros Unimed - Blog da Seguros Unimed

Como incentivar seus filhos a curtirem a leitura desde cedo

Uma pesquisa realizada em 2012 pelo Programa Internacional de Avaliação dos Estudantes (PISA) confirma uma percepção negativa sobre a educação no Brasil: 49% dos estudantes na faixa dos 15 anos têm baixo desempenho em leitura. Outro dado, do Movimento Todos Pela Educação, aponta que entre os estudantes que concluíram o 3º ano do ensino fundamental só 44,5% têm aprendizagem adequada em leitura.

Para mudar essa realidade, é preciso incentivar as crianças a lerem desde pequenas. Confira as dicas elaboradas pela educadora Ana Luiza Amaral, do Observatório Educacional da Confederação nacional da Indústria (CNI):

ANTES DA ALFABETIZAÇÃO: leve os pequenos a bibliotecas, feiras literárias e bancas de jornal e incentive-as a manusear livros e gibis. Em casa, deixe-os em lugar acessível para despertar a curiosidade.

DÊ O EXEMPLO: o interesse dos adultos pode despertar a curiosidade infantil pelos livros também. Leia mais!

DISCUTA: vale a pena ler sempre para as crianças. E não só. Faça sempre questão de perguntar a elas o que acharam da história e opine também, estimulando sua compreensão e interesse.

DURANTE A ALFABETIZAÇÃO: ofereça livros que estejam de acordo com a idade de seus filhos. Do contrário, poderá desestimulá-los ao criar um desafio que pode não ser prazeroso e causar uma barreira contra o hábito de ler.

EM DUPLA: leia sempre em conjunto com a criança, até que ela consiga ler sozinha.

ALÉM DOS LIVROS: estimule a criança a ler cadernos de jornais e revistas, além de sites adequados e placas nas ruas. Mostre como saber ler ajuda a entender como o mundo funciona.

DEPOIS DA ALFABETIZAÇÃO: continue lendo para seu filho. Assim, o vínculo afetivo com os livros será reforçado e mantido.

EXPERIMENTE: convide a criança a conhecer vários gêneros literários por meio da troca de livros e gibis com outras crianças.

CRIE REGRAS: dose o tempo de leitura. Assim, fica sempre um gostinho de “quero mais”.

 

Fonte: Brasil Post (http://www.brasilpost.com.br/2015/02/03/criancas-ler-mais_n_6602896.html?utm_hp_ref=educacao)

 

RELACIONADOS